Sabia que o esmalte transmite fungos e bactérias?

Atualizado: 10 de fev.


Já se perguntou quais cuidados são necessários na hora fazer a unha com produtos de uso coletivo? Se você não sabia desse risco, calma!


Nós explicamos tudo neste post. E contamos também por que aqui no Espaço Leo Sampaio não é preciso se preocupar com fungos e bactérias transmitidos pelo esmalte.


Como o esmalte transmite fungos e bactérias?


Quando contaminados por fungos de uma unha com infecção (micose), os esmaltes podem ser o veículo de transmissão destes agentes para as unhas de uma outra pessoa.


Ou seja, os esmaltes podem levar fungos e bactérias de uma pessoa para outra. E isso acontece não só quando se compartilha o mesmo pincel, mas também quando se divide o mesmo frasco.


A explicação é simples: depois de os fungos e bactérias ficarem, primeiramente, no pincel, acabam sendo depositados dentro do vidro de esmalte, e ali permanecem até aquele frasco ser usado novamente.


É por isso que alguns profissionais recomendam levar o próprio esmalte quando for passá-lo em um salão de beleza. Mas aqui no Espaço Leo Sampaio nós temos um cuidado a mais para você se preocupar!


Quais são os cuidados tomados no Espaço Leo Sampaio?


Como somos especialistas em beleza com saúde, trabalhamos com individualização de esmaltes. O que isso significa?


Significa que, além de os pincéis serem descartáveis, eles não entram em contato com o frasco.


Nós colocamos o conteúdo do vidro de esmalte em um recipiente separado, e o que sobra, após a aplicação, é descartado. E o recipiente utilizado para armazenar o esmalte fora do frasco vai direto para a esterilizadora.


Assim, o vidro de esmalte fica livre do contato com o pincel, e previne uma possível contaminação das unhas saudáveis!


Pode vir com tranquilidade. A beleza com saúde sempre será prioridade por aqui!